The Revolutionary Association of the Women of Afghanistan (RAWA)
RAWA


 

 

 
Add RAWA RSS Feed to Feedreaders





 


RAWA Photo Gallery
Random Image from RAWA Photo Gallery
 






Follow RAWA on Twitter


Join RAWA on Facebook


RAWA Channel on Youtube


RAWA, 11.03.2010

A emancipação das mulheres Afgãs não será atingida enquanto a ocupação, os criminosos Talibã e os da “Frente Nacional” não forem demitidos!

Comunicado da Associação Revolucionária das Mulheres do Afeganistão - RAWA (Revolutionary Association of the Women of Afghanistan - RAWA) no dia Internacional da Mulher 8 de Março, 2010

Hoje, 8 de Março, as mulheres Afgãs estão de luto pelas violações colectivas inflingidas a Bashiras e Saimas, por serem chicoteadas pelos sujeitos mais retrógrados, por serem leiloadas no mercado público e pelas suas jovens filhas que põem um fim às suas vidas miseráveis através da auto-imolação. Mas os perpetradores de todos estes crimes são perdoados;e por isso disfrutam de completa imunidade, continuando a manter as suas posições oficiais à custa do saque do nosso povo e do nosso país.

Local warlords publicly flogged two Afghan women.
Fevereiro de 2010 - Os senhores da guerra locais açoitando públicamente duas mulheres Afgãs,na província de Ghor, no oeste do Afganistão.

Embora nós, mulheres Afgãs, não esperemos nada de diferente do mais corrupto e sujo regime fantoche do mundo, a nossa dor torna-se crónica quando o mundo acredita que os EUA e a NATO trouxeram a libertação, a democracia e os direitos humanos e das mulheres ao Afganistão; enquanto que , após oito anos de agressão por parte dos EUA e dos seus aliados sob a bandeira de "guerra contra o terrorismo", outorgaram o poder aos mais brutais terroristas da Aliança do Norte e às antigas marionetas dos Russos - Khalqis e Parchamis - e ao confiar neles o governo americano impôs ao povo Afgão um regime fantoche. E em vez de arrancar de raiz as suas criações Taliban e Al-Qaeda, os EUA e a NATO continuam a matar os nossos civis inocentes e pobres, na sua maior parte mulheres e crianças nos seus perversos ataques aéreos.

Em tais condições, vimos Karzai , o mais demagógico e ultrajante Presidente, a falar inflamadamente sobre a Conferência de Londres, a qual na verdade não teve qualquer impacto positivo sobre o povo Afgão e onde ele apenas tratou de negociar o regresso ao poder dos terroristas Talibãs e de Gulbuddin Hekmatyar e do derramemento de milhões de mais dólares que irão para os bolsos da família de Karzai e das máfias de Fahim, Khalili, Dostum e outros criminosos.

O reaccionário regime fantoche de Karzai está implicado na corrupção e no sangue dos pobres de alto a baixo. Bastam as centenas de pessoas mortas na recente tragédia da avalanche em Salang e as misérias de milhões de refugiados Afgãos às mãos do regime criminoso Iraniano para punir e levar à prisão muitos dos chamados oficiais de alta patente por negligência e falta de atenção aos problemas d nosso povo.

Mas o governo dos EUA não tenta frear os seus lacaios Afgãos e deixa-os cometer muitos crimes, traições e saques, a fim de poderem reprimir e intimidar os Afgãos de todas as maneiras possiveis e impedir no Afeganistão a emergência de qualquer sublevação anti-fundamentalista e pro- independente. Assim, não é de estranhar que a decadência e a corrupção de grandes criminosos como Rabbani, Sayyaf, o Dr. Abdullah, Qanoni, a família Karzai , Zia Massoud, Fahim, Khalili, Saddique Chakari, Mirwas Yassini, Zahir Aghbar, Hadi Arghandewal, Anwar Jakdalak, Ismael Khan, Atta Mohammad e outros, sejam inclusivamente relatados em alguns dos meios de comunicação do Ocidente, pelos seus negócios sujos e investimentos de muitos milhões de dólares no Afganistão e no Dubai como resultado dos seus saques e narcotráfico no Afganistão.

Para mostrarem ao mundo que se interessam pelos direitos das mulheres, os EUA e os seus mafiosos lacaios Afgãos alimentaram um grupo de seguidores e mulheres partidárias da ocupação a fim de promoverem conferências e encontros com o denominado "sua Excelência" Presidente Karzai e os seus porta-vozes nomeados pelos EUA, Wahid Omer, Siamak Herawi, Sibghatullah Sanja e outros traidores, a fim de pedirem mais ministérios para as mulheres Afgãs. Mas eles entendem as intenções dos outros à luz dos seus espelhos sujos e julgam que as mulheres Afgãs comuns não estão ao corrente do facto de que mesmo que todos os membros do gabinete sejam compostos por mulheres reaccionárias tais como Amina Afzali, Hassan Bano Ghazanfar, Massouda Jalal, Noorzia Atmar, Qadria Yazdanparast, Shukria Barakzai, Fouzia Kofi, Manija Bakhtari e outras com ligações a senhores da guerra brutais , não haverá mesmo assim qualquer modificação positiva para as mulheres afgãs, porque mulheres dessas, actuando como agentes comprometidas ao governo dos EUA e aos seus subalternos fundamentalistas e não-fundamentalistas, apenas se definem por levantarem criticas complacentes e pedirem algumas reformas aceitáveis pelos criminosos no governo e os seus patrões estrangeiros.

Com dinheiro e ofertas de cargos oficiais, os EUA e os seus agentes Afgãos compraram muitos intelectuais do Afganistão. Muitos dos escritores e poetas são pagos pelo sangrento regime iraniano , o qual, em vez de elevar a consciência das pessoas e as mobilizar para uma luta pró-independência, pró-democracia e anti-fundamentalismo, tenta preparar o caminho para veicular um maior envolvimento do regime teocrático Iraniano no Afganistão, e inflamar e alimentar tensões étnicas, sectárias e linguisticas por entre o povo Afgão.

A RAWA continua a acreditar que o problema das mulheres é uma questão política e que não a podemos abordar separadamente da catastrófica situação politica actual. Sem o derrube do actual regime fantoche, que está a ficar mais letal e pestilento do que antes pela inclusão de Talibã e assassinos da órbita de Gulbbudin, nenhum dos milhares de problemas do nosso infeliz povo será jamais solucionado.

Os slogans àcerca de restaurar a paz, a segurança, a democracia e os direitos das mulheres permanecerão pretensões vazias enquanto o Afganistão não ganhar a sua independência, os Talibã e os criminosos da Aliança do Norte não forem condenados e os biliões em fortuna que pilharam ao povo não lhes forem retirados. A bitola para aferir se um individuo ou organização é realmente patriótico e progressista na situação actual é a sua luta através de qualquer meio que tenha à mão contra a ocupação dos EUA, os criminosos Talibã - que têm a canga escravizante do Paquistão à volta do pescoço - e os mercenários do Irão e o EUA na "Frente Nacional".

A RAWA deseja unir-se em solidariedade com os individuos e as forças que estão prontos a lutar pela democracia e uma frente independente contra a ocupação, os Talibã, e os colaboracionistas Jehadis, Khalqis e Parchamis.

No momento em que as mulheres do Afganistão vivem uma nova era de captividade e estão nas garras de monstros fundamentalistas, a RAWA envia as suas saudações sinceras ás corajosas mulheres que se debatem, no Irão, Palestina, Kurdistão, Sudão, Nepal, India, e no resto do mundo e proclama a sua solidariedade para com elas.



Category: Português, Português RAWA