The Revolutionary Association of the Women of Afghanistan (RAWA)
RAWA


 

 

 
Add RAWA RSS Feed to Feedreaders





 


RAWA Photo Gallery
Random Image from RAWA Photo Gallery
 






Follow RAWA on Twitter


Join RAWA on Facebook


RAWA Channel on Youtube


RAWA.org, 04.04.2017

Vamos honrar a memória da Meena seguindo seu caminho e luta honrosa!

Monólogo da celebração do 30º aniversário do martírio da Meena, em fevereiro deste ano

Tradução de Edu Montesanti


RAWA commemorates the 30th martyrdom anniversary of Meena


Queridos amigos,

Cumprem-se hoje 30 anos da morte de Meena, líder da Associação Revolucionária das Mulheres do Afeganistão (RAWA, na sigla em Inglês), quando os criminosos da KHAD e o assassino Gulbuddini a levaram, por meio de uma traição. Meena foi imortalizado, e seu clamor por justiça e liberdade em favor de milhares de mulheres afegãs ainda ressoa entre nossas mulheres.

Após a morte do poeta revolucionário do Irã, Samad Behrangi, um de seus amigos mais próximos, Hussain Sa'edi escreveu: "A maior obra-prima Samad foi sua vida". Esta afirmação, certamente, aplica-se à nossa amada Meena, sua maior orba-prima foi sua vida, e a fundação de uma organização como a RAWA.

Meena era uma rocha sólida a qual ninguém podia balançar. A Intimidação de seus inimigos não balançou sua forte vontade de lutar pela liberdade do povo. A organização fundada por Meena tornou-se o espinho nos olhos de criminosos fundamentalistas e não fundamentalistas, e tem roubado a paz de espírito dessa gente.

Queridos amigos,

Let us honor Meena’s memory by continuing her honorable path and struggle

Nossas mulheres queimam no inferno da violência de todos os tipos, sob o governo de traição e misoginia.

O imperialismo norte-americano tem ridicularizado a segurança dos direitos e justiça das mulheres afegãs, com a criação de órgãos governamentais como o Ministério de Assuntos da Mulher, a Promotoria Especial para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, e a Comissão afegãos Direitos Humanos.

Estes corpos cheiram terrivelmente a mentalidade dos jihadisras e os taliban, são tão traiçoeiros e incompetentes que têm sido desonrados petante nosso povo, e diante das mulheres anos atrás.

Nos últimos dezesseis anos, apesar dos estrondosos lemas dos Estados Unidos e de seus aliados ocidentais, crimes e violência contra nossas mulheres só têm aumentado. Isto se deve à dominação dos porcos misóginos fundamentalistas do governo fantoche.

Farkhunda levada por um grupo de vândalos Jihadi; Rukhshana foi apedrejada até a morte pelo brutal Taliban; nossa Tabbasum, de 11 anos de idade, foi decapitada; Zahra e Rahila foram queimadas vivas, até a morte; Rubaba, de 8 anos, foi forçada a se casar com um clérigo; e muitos mais casos como esses tem ocorrido.

Dezenas de mulheres e meninas são mortas pelas bombas dos ocupantes norte-americanos, a cada ano. Tudo isso enquanto os EUA e outros governos ocidentais usam seus meios de retratar a máfia governo de Cabul corrupto como se fossem pró-mulheres. Neste espetáculo ridículo, eles também usam figuras da sociedade civil e do parlamento.

Queridas irmãs,

Neste dia, façamos o juramento de seguir o caminho de Meena até o fim, e de lutar pela liberdade da nossa nação que sofre sob as garras obscuras de traidores internos, e de invasores estrangeiros.

Devemos lembrar que não há salvador, ninguém vai nos resgatar. A nossa liberdade só será possível através da nossa própria luta, em vez de confiar na chamada comunidade internacional e invasores estrangeiros.

Vamos honrar a memória da Meena, seguindo seu caminho e sua luta honrosa!

Originalmente publicado em 12 de fevereiro de 2017



Category: Português, Português RAWA